Como é calculado o preço do IPVA

Ter um carro resulta em alguns gastos fixos no orçamento. Um deles é o pagamento do IPVA. Você sabe como é calculado? Confira aqui!

27/11/2017

Para os donos de veículos, o Imposto sobre a propriedade de veículos automotores é um gasto fixo no orçamento anual. Sua arrecadação é dividida entre o Estado, o município no qual o veículo está registrado e o FUNDEB. Mas você sabe como é calculado o preço do IPVA?

Primeiro é preciso verificar o valor da alíquota do IPVA. Os valores podem variar entre 1% e 6%, de acordo com o Estado e o tipo de veículo. Depois, faz-se necessário conferir o valor venal do veículo, de acordo com a Tabela FIPE.

Com esses números em mãos, o cálculo é simples: basta multiplicar o valor venal do carro pelo valor da alíquota.

No Estado de Santa Catarina, os veículos terrestres, de passeio e utilitários, além dos motor-homes, de fabricação nacional ou estrangeira, têm alíquota de 2%. Então, para um carro estimado em R$ 30,000, de acordo com a Tabela FIPE, o valor do IPVA será de R$ 600,00. No entanto, se esse mesmo carro fosse registrado em São Paulo, onde a alíquota é de 4% para veículos movidos à gasolina e bicombustíveis, o valor do IPVA seria de R$ 1.200,00, ou seja, o dobro.

Além disso, também é necessário acrescentar ao orçamento o seguro obrigatório DPVAT, que custa R$ 63,69 para carros particulares, e a taxa anual do DETRAN, que também varia de Estado para Estado.

 

Quando e onde pagar

Os contribuintes podem pagar o imposto até o último dia do mês correspondente à placa do veículo, de maneira única ou parcelada, conforme determina o governo do Estado.

O pagamento, por sua vez, pode ser feito através da rede bancária credenciada (Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Banrisul, Sistema Bancoob, Sicoob/Creditran, Cecred e Sicredi).

 

E se o pagamento não for feito?

Além de ser necessário para licenciar o veículo, o não pagamento do imposto acarreta notificação fiscal, taxa por dia de atraso e juros baseados na taxa Selic. O proprietário do carro ainda pode levar sete pontos na carteira e ter o carro apreendido.

É importante ressaltar que a multa por atraso, bem como as datas e condições de pagamento, também variam de Estado para Estado.

 

+ Leia também:

- Direção defensiva - Tudo o que você precisa saber

- Conheça os principais tipos de carros e carrocerias

 

Veículos isentos

De acordo com o Art. 1º da Lei Nº 4.727, ficam isentos do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores os veículos de frota filantrópica, condutores profissionais autônomos (como taxistas), veículos adaptados para portadores de deficiência física, de aluguel e reboque, veículos recuperados de roubo, veículos de valor histórico e veículos com perda total.

Além disso, os veículos com mais de 10 e 20 anos de fabricação também podem ter isenção de IPVA, dependendo do Estado. Nesses casos, os motoristas precisam pagar apenas o seguro obrigatório DPVAT e a taxa anual do DETRAN.

Agora que você já sabe como é calculado o preço do IPVA, que tal deixar nos comentários a sua opinião sobre o post? E caso tenha ficado com dúvidas ou queira fazer alguma ressalva, entre em contato conosco.

 

Até a próxima!

Comentários

Edson Pereira Brito há 4 dias atrás disse:

Calculo do IPVA

Responder
Rozeli há 6 dias atrás disse:

Quero ver o valor do do cumento do meu carro

Responder
Luis Augusto Chagas Bezerra há 1 mês atrás disse:

SIMPLESMENTE ACHO UM ABSURDO ESSES VALORES DO IPVA SÓ ISSO

Responder

Notícias relacionadas

Últimas notícias