Películas para carros - Conheça as principais regras para o uso deste acessório

A maioria dos motoristas preferem utilizar película no carro por conta de inúmeros fatores. Confira agora as principais regras para o uso deste acessório!

24/07/2017

Atualmente, é raro ver um veículo automotivo rodando sem película  ou “Insulfilm" nos vidros ("Insulfilm", para quem não sabe, é o nome de uma das inúmeras marcas de películas para carros existentes no mercado).

Por uma questão de segurança e privacidade, os motoristas preferem colocar as películas e diminuir a visibilidade dentro do carro. Além de escurecer, elas também oferecem proteção contra a luminosidade excessiva e os raios ultravioleta, proporcionando um maior conforto ao motorista e passageiros.

Porém, você sabe quais são as regras de uso das películas para carros? Para começar, o uso das mesmas não pode oferecer riscos à sua segurança e à dos outros motoristas no trânsito.

Nesse sentido, o Código de Trânsito Brasileiro estabelece alguns requisitos para a aplicação de películas nas áreas envidraçadas de todos os veículos.

 

As regras de acordo com o Contran

A Resolução de número 254, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), estabelece as seguintes regras para as películas para carros:

 

1. Para-brisa ou vidro dianteiro

O para-brisa deve possuir uma transparência de 75%. Ou seja, a película deve permitir a passagem de 75% de luminosidade e, portanto, somente 25% de escurecimento.

2. Vidros laterais dianteiros

Os vidros laterais dianteiros devem possuir uma transparência de 70%. Ou seja, a película pode escurecer o vidro em até 30%.

3. Vidros traseiros

A transmissão luminosa nos vidros traseiros deve ser de 28%. Isso significa que a película pode ter um escurecimento de 72%.

 

Multas de acordo com a Lei

A utilização de películas com escurecimento maior do que o previsto por lei pode resultar em uma multa grave para o motorista.

Além de cinco pontos na carteira, o condutor é impelido a pagar uma multa no valor de R$195,23 e, caso a película não seja retirada na hora, o veículo é recolhido para regularização.

 

Outras regras

Além da luminosidade permitida, a marca do instalador e o índice de transmissão luminosa precisam estar gravados e em um local visível na película.

Em uma situação de abordagem policial, o agente deve ser capaz de visualizar essas informações de forma rápida e clara. Veículos que passam pela vistoria do Detran, são submetidos a testes específicos com equipamento oficial, credenciado pelo Inmetro e homologado pelo Denatran.

As películas refletivas ou espelhadas e a "Insulfilm G5” também são proibidas por lei, pois podem prejudicar a visão de outros motoristas.

Sendo assim, quando houver o desejo de instalar uma película automotiva no seu veículo, a recomendação é pela procura de lojas autorizadas e de confiança para a realização do serviço.

Além disso, é importante pesquisar e perguntar à especialistas no assunto acerca das melhores películas para carro, evitando o risco de ter uma instalação mal feita ou que não esteja de acordo com as formalidades da lei.

 

E aí, o seu carro possui películas nos vidros? Aproveite que chegou até aqui e escreva nos comentários o que achou do post!

Até a próxima!

Comentários

Últimas notícias