Estacionamento automático: como funciona?

Conheça a tecnologia de estacionamento automático

17/12/2019

Você também sente uma grande incomodação ao ter que fazer baliza? Pois é, essa é uma das principais preocupações de muitas pessoas que dirigem. A tarefa fica ainda mais difícil em ruas muito movimentadas e com vagas estreitas, sem contar na pressa de quem estiver ao volante.  

Mas já imaginou ter uma tecnologia que te auxiliasse nesse processo, de forma realmente eficaz? É por isso que a tecnologia do estacionamento automático tem sido tão necessária e requisitada pelos motoristas nos últimos anos. Essa invenção facilita a vida dos motoristas, tornando a baliza mais fácil, segura e assertiva, além de evitar trânsitos e ainda ajudar a organizar as vagas dos centros urbanos.

Quer saber mais sobre o que é e como funciona o estacionamento automático? Vem com a gente:

Primeiro, o que é o estacionamento automático?

O sistema de estacionamento automático começou a ser desenvolvido no final dos anos 90, com a adaptação dos sensores eletromagnéticos. Ele é um sistema eletrônico de manobra, que calcula o espaço disponível da vaga e controla o direcionamento do volante do carro. Dessa forma, o automóvel pode ser estacionado de maneira correta e sem que o motorista precise passar por perrengues na hora de estacioná-lo.

Interessante, né?! Saiba agora como esse sistema funciona:

Como funciona essa tecnologia?

Existem algumas variações - e também opções - para o uso dessa tecnologia. Alguns sistemas de estacionamento automático possuem câmeras e radares para a detecção de objetos. No entanto, o mais comum são os modelos que utilizam sensores de aproximação nos parachoques; e há também, os que apostam na combinação entre essas duas tecnologias. Como o sistema de sensores é o mais usual, iremos focar nele no próximo tópico deste artigo.

Os sensores e o estacionamento automático

Quando você mover o seu carro para a posição de estacionamento, o sistema de sensores de aproximação entrará em alerta. Um sinal sonoro irá te avisar o momento certo de parar o carro e iniciar o sistema de manobra. Isso acontece porque os sensores emitem sinais que permitem o cálculo da distância entre o carro e os demais objetos que estão ao redor dele. Essa conta é realizada por meio do tempo de reflexão dos sinais emitidos, e com isso, os sensores mandam os dados para a central de comando do veículo, que então irá realizar novos cálculos para execução das manobras.

Ainda com o carro parado, você mudará a marcha para a ré e começará a soltar o pedal do freio. Com isso, o sistema é acionado, conduzindo o veículo para o estacionamento apropriado na vaga disponível. Vale deixar claro que todo esse controle e cálculos são realizados em tempo real, no mesmo momento em que a manobra é feita.

Depois disso, um novo sinal sonoro será ativado quando o seu carro atingir o limite traseiro da vaga. Neste momento, a marcha deve ser trocada para a posição “Drive”, a fim de que o sistema eletrônico continue a estacionar o automóvel de maneira correta. Finalmente, quando o carro estiver estacionado, é emitido um sinal para que você saiba que o procedimento chegou ao fim.

Resumindo, o que se pode entender?

Podemos concluir que o estacionamento automático é uma sequência de movimentos que são controlados por meio dos resultados encontrados pela central de comando. Isso combinado com a contribuição do motorista, que controla os pedais de aceleração e freio do automóvel.

Você conseguiu entender todo esse processo? Quer ler mais curiosidades sobre o universo automobilístico? Então clique aqui e continue lendo o nosso blog.

Comentários

Últimas notícias