Como vender carro usado rapidamente?

Saiba como vender seu carro usado, particular ou por revendas. Aqui você encontra o guia completo para te auxiliar na divulgação do carro. Confira!

25/01/2017

 

Comprar e vender um carro não é uma tarefa exclusiva das concessionárias. Você mesmo pode tentar realizar esse feito. No entanto, vender carro usado é um desafio que exige do vendedor alguns cuidados básicos para que o veículo que não fique meses e meses esperando por um comprador, além de também ser comprado por um preço justo.

Para facilitar esta tarefa, preparamos este post com algumas dicas que facilitarão a venda rápida do seu carro usado.

Analise o mercado

Antes de iniciar a venda do veículo, analise o mercado para saber se os ventos estão ao seu favor. Leia noticias a respeito do mercado de veículos usados e acompanhe sites sobre finanças, para tal. Os tempos e crise, por exemplo, são ideais para a venda de carros usados. O poder de compra das pessoas diminui e isso faz com que o mercado de carros usados aumente consideravelmente.

Cuide da apresentação do veículo

Independente do canal de vendas, seja por meio da internet ou da venda direta, é preciso que o veículo esteja limpo, com boa aparência, por dentro e por fora. Um carro com boa apresentação é mais valorizado pelo consumidor.

Para isso, você deve lavar bem e encerar o carro, consertar todos os arranhões, verificar os pneus e os trocar, se necessário. Também é preciso trocar o óleo e conferir a maioria dos itens básicos, que chamam muita atenção quando não funcionam, tais como faróis, piscas, luzes internas, para-brisas e barulhos que incomodam.

Faça uma boa revisão

Antes de colocar o carro à venda, leve-o à oficina para uma revisão completa. Oriente ao profissional que troque as peças que possam dar problemas em um futuro próximo e não se esqueça de guardar as notas e descrever no anúncio que o veículo passou pela revisão completa.

> 10 itens que podem ser revisados pelo motorista

Invista em uma perícia automotiva

A perícia automotiva é um serviço que ajuda a atestar a qualidade do carro e que traz mais segurança ao comprador. Através de um laudo, que geralmente fica pronto em 20 minutos, ela comprova a procedência do veículo, atestando que este encontra-se em condições aceitáveis para a venda.

Onde anunciar

Antes de escolher o canal, é preciso definir o objetivo da venda do seu veículo. Ganhar mais dinheiro, vender mais rápido ou ter mais segurança na transação?

Venda direta

Na venda direta, as chances de vender o veículo por um preço muito próximo ao que você deseja são maiores. A desvantagem é que esse tipo de venda pode ser bem demorada, já que os interessados talvez demorem a aparecer. Se você tem pressa para vender o carro, esse não é o melhor canal.

Venda na internet

Ao expor o veículo em sites de classificados online, as chances de vender o carro aumentam consideravelmente. A principal vantagem é conseguir receber o valor verdadeiro de mercado do carro, sem a desvalorização proposta pelas concessionárias. Mas o risco desse tipo de venda é alto, porque você não conhece o comprador que está do outro lado.

Ao anunciar, não se esqueça de preencher todos os dados corretamente e da maneira mais completa possível, colocando todos os detalhes. Tire boas fotos, em que seja possível avaliar a aparência e esclareça sobre a documentação, modelo, ano e detalhes adicionais.

> Confira algumas dicas para valorizar o carro na hora da venda

Venda na concessionária

Ao optar por este canal, você conta com a certeza de que a transação será 100% segura. No entanto, a concessionária pagará até 40% menos pelo seu veículo do que ele vale no mercado. A grande vantagem é que você recebe o dinheiro assim que entregar o carro, e a responsabilidade da venda fica por conta da empresa.

Determine um preço justo

Antes de anunciar o carro, é preciso determinar um preço coerente para ele. Liste os pontos fracos e fortes e, munido dessas informações, procure automóveis com as mesmas características que o seu em sites de usados, para saber qual é o preço médio de venda.

Uma técnica de venda utilizada por vendedores experientes é a elevação do preço do veículo. Isso possibilitará uma margem de lucro para negociar com o comprador, sem perder muito dinheiro.

Lembre-se que, nos 2 primeiros anos, a desvalorização é mais acentuada e, nos anos seguintes, ela vai se estabilizando ao redor dos 10%. Para acompanhar a desvalorização do seu carro, utilize a tabela FIPE, que é um bom referencial de preço.

Mencione a quilometragem do veículo

Ao descrever as características e condições do veículo, não omita a quilometragem, pois pode parecer que o carro já está muito rodado. Lembre-se de oferecer o máximo de sinceridade possível na hora de anunciar.

O que acontece depois de vender carro usado

Depois de encontrar um comprador, é preciso cuidar de toda a parte legal deste procedimento. Só assim você poderá evitar possíveis problemas e dores de cabeça no futuro.

Pagamento

Antes de assinar qualquer documento de compra e venda do veículo, confirme o pagamento do mesmo.

Transferência

Sabe aquele documento que fica atrás do Certificado de Registro do Veículo? Você e o comprador precisam assiná-lo e reconhecer a firma em cartório. Jamais entregue o documento, conhecido como DUT (Documento Único para Transferência), sem realizar este processo. Além disso, garanta uma cópia autenticada para comprovar a compra e venda do carro.

DETRAN

Depois da venda, você possui 30 dias para comunicar a transação ao órgão responsável da sua cidade, através do documento autenticado, que a transferência do veículo foi realizada. Desta forma você irá se isentar de responsabilidades civis e criminosas de futuros atos do comprador.

E então, preparado para vender carro usado mais rapidamente com essas dicas?

Caso tenha ficado com alguma dúvida ou queira deixar sua sugestão, entre em contato!

Até a próxima!

Comentários

Notícias relacionadas

Últimas notícias